A maioria dos cães adora comida e sentem-se especialmente atraídos por alimentos que os donos comem. Neste sentido é necessário sermos cuidadosos  porque alguns alimentos são potencialmente nocivos. Assim vamos descobrir o que os cães podem ou não podem comer. O grau de toxicidade de cada alimento é sempre determinado pelas características individuais do cão e pela quantidade ingerida. Um cão de porte grande pode ingerir um pedaço de chocolate e nada lhe acontecer, no entanto enquanto um cão pequeno pode ingerir a mesma quantidade de chocolate e posteriormente apresentar sinais graves de intoxicação, até por vezes podendo resultar na morte no animal.

Por isso existem alimentos tóxicos para cães que os donos de animais de estimação, como os cães, devem conhecer. Isto porque quando temos um cão sabemos o quão é difícil de resistir à tentação de dar um pouco dos alimentos que estamos a comer, principalmente quando olhamos para os seus olhos a pedir para partilhamos a nossa comida. Isso porque gostamos dele, e por essa mesma razão queremos dar-lhe alimentos que sabemos que não lhe irão fazer mal em nenhuma circunstância.

A digestão dos cães é muito diferente da nossa e muitas  “comidas humanas” podem provocar indigestão, intoxicação e outros problemas de saúde, coisas essas que queremos evitar a todo o custo.

Dependendo dos alimentos proibidos para cães, os nossos animais podem sofrer desconforto como náusea, vômito, diarreia.  Há casos mais graves de intoxicação que podem acometer o sistema neurológico e cardíaco, podendo levar à morte.

A pensar na saúde do seu patudo fizemos uma lista de cinco grupos com alimentos que o cão não pode comer:

1.Chocolate e doces

O chocolate contém alto teor de teobromina, um derivado do cacau que leva à intoxicação grave e até à morte, por isso é um alimento totalmente proíbido.

O chocolate é constituído por duas substâncias: a teobromina e a cafeína. A teobromina é encontrada no chocolate em quantidades bem superiores à cafeína e é a mais perigosa para os cães, existindo em maior quantidade em chocolates amargos. A cafeína, embora seja encontrada em menor quantidade que a teobromina, também contribui para o quadro de intoxicação.

Se um animal com aproximadamente 2 kg ingerir uma barra de chocolate de 120 g pode ser fatal. Já os doces que são ricos em açúcar acabam por,quando consumidos em excesso, desenvolver problemas nos nossos cachorros como diabetes ou obesidade. Além disso também formam o tão indesejados: tártaro, cáries e até perda do dente que podem ser verdadeiros pesadelos, quer para o nosso animal, quer para nós enquanto donos.

Sintomas: Os sinais clínicos dependem da quantidade ingerida. A sintomatologia pode manifestar-se pelo aparecimento de vómitos, diarreia, dor abdominal, sede excessiva, hiperatividade, alterações de ritmo cardíaco, tremores, espasmos musculares, convulsões ou pode causar morte.

2.Frutas cítricas e outras

As frutas que os cães não podem comer são as mais ácidas, estas causam problemas digestivos, por isso devem ser evitadas. Deve haver um cuidado especial para o consumo de maçã, já que as suas sementes são muito tóxicas para cães e gatos, pois carregam um composto conhecido como cianogênico-cianida – com poder de alterar o processo de respiração celular dentro do organismo do animal, causando palidez das mucosas, náuseas, vômito, convulsões e até a morte. Em excesso, as frutas podem engordar os animais por serem ricas em frutose.

As uvas e passas apesar de ainda não ter sido identificada a substância responsável pela sua toxicidade, está provado que as uvas e passas provocam toxicidade renal.

Sintomas: A manifestação de sintomas pode variar muito de cão para cão, contudo os sinais clínicos de intoxicação manifestam-se com vómito, diarreia, prostração e anorexia. Em casos graves, os cães que sobrevivem à intoxicação aguda podem ficar com lesões renais irreversíveis.

3.Cebola e Alho

Este grupo de alimentos contém diversos elementos tóxicos para os cães. Embora sejam utilizados amplamente na cozinha portuguesa, a ingestão excessiva de cebola e alho para os cães é nociva para a saúde dos animais.

Sintomas: Irritação gastrointestinal, cansaço e anemia por destruição dos glóbulos vermelhos. Em caso de toxicidade aguda a coloração da urina pode adquirir um aspecto alaranjado.

4.Massas cruas de pão ou bolo

O fermento presente nessas massas resulta em gases no trato digestivo do animal, causando dor e desconforto pela distensão do estômago ou das alças intestinais.

5.Leite e derivados

Como não produzem altas quantidades de lactase (enzima que auxilia na digestão da lactose do leite, os cães desenvolvem intolerância ao alimento. Quando ingerido, o leite pode provocar dores abdominais, náusea e diarreia.

Quando o cachorro acaba por beber leite de vaca em muita quantidade, o organismo dele pode esgotar a capacidade de digestão.

6.Comida frita e alimentos gordurosos

Pizza, queijos, batata frita e outros itens da alimentação humana não só causam um desarranjo intestinal como podem levar à pancreatite, inflamação do pâncreas que pode acabar em morte do animal.

Aviso: Caso descubra que o seu cão ingeriu acidentalmente ou por outra razão alguns destes alimentos, recomendamos que possa contactar o seu veterinário, mesmo na ausência de sintomas.

Os cães devem beber leite?

Apesar de mamíferos, os cães adultos não têm capacidade de digerir o leite e seus derivados, podendo manifestar perturbações do aparelho gastrointestinal. Depois do desmame, a sua alimentação muda e ao longo do tempo tornam-se deficientes em lactase, uma enzima necessária à digestão dos lacticínios.

Frutas que os cães podem comer

A fruta é um bom alimento natural para animais e naturalmente pode ser considerado comida para caes. Vamos verificar alguns de qualidade:

Banana É um fruto rico em vitamina A e C além de ser rica em fibras e potássio. Não deve ser ingerida pelo cão com casca e ajuda no sistema imunológico.
Dióspiro Pode ser ingerido pelos cães e é uma fonte significativa de vitamina C e E. Este fruto pode se consumido por cães com moderação.
Maçã É uma fruta rica em vitamina B, C e E e é uma excelente escolha para enriquecer a alimentação para cães. As sementes da maçã não devem ser ingeridos pelo cão.
Pêra Pode ser ingerida por cães na sua totalidade incluindo as sementes. è uma fruta fonte de vitamina A e C com boa fonte de complexo B.
Morangos Verdade é que tecnicamente não seja considerada fruta mas é um alimento que pode ser ingerido pelos cães e é bastante eleita pelos cães. O morango não é rico em calorias e melhora o funcionamento do cérebro. Deve ser consumido com moderação.
Manga Manga pode ser ingerida sem casca e caroço e é rica em vitamina  C e fibras alimentares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Menu